Notícias

Carnaval 2020 rigistrou menos casos de vandalismo no transporte público

Carnaval 2020 rigistrou menos casos de vandalismo no transporte público

Com as medidas preventivas adotadas pelo GDF, que incluem uma campanha de respeito à vida e ao patrimônio público, o Carnaval 2020 foi o mais tranquilo dos últimos anos, em relação aos danos contra o transporte público do Distrito Federal. Os casos de vandalismo tiveram uma queda expressiva e poucas ocorrências precisaram ser resolvidas em delegacias.

A Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob) registrou 11 ônibus danificados ao longo dos quatro dias de festa – janelas arrancadas, vidros quebrados e teto depredado. No Carnaval de 2019, foram 64 ônibus depredados, e em 2018, 58.

Este ano, foi necessário interromper uma viagem de ônibus devido ao vandalismo. A empresa teve de enviar outro veículo para atender os passageiros. No ano passado, vários ônibus vandalizados foram retirados de circulação para a realização dos reparos necessários, impactando em redução da oferta nos dias subsequentes.

A depredação de equipamentos públicos é crime, de acordo com o Art. 163 do Código Penal Brasileiro, e deve ser comunicada à Polícia Militar.

Redução da demanda 

Entre os dias 22 e 25 deste mês, foram transportados 1.387.509 passageiros em todos os modais. O número é menor, em relação aos anos anteriores. Para se ter uma ideia, no ano passado, nos quatros dias de folia, foram contabilizadas 1.551.255 pessoas que utilizaram o transporte público. Já em 2018, foram transportados 1.751.450 passageiros. 

Fonte: SEMOB