Notícias

Placas de trânsito são recicladas no DF

Placas de trânsito são recicladas no DF

Em um espaço no depósito de veículos do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), na Asa Norte, placas de sinalização danificadas retiradas das vias ganham novo aspecto.

Elas chegam amassadas e, às vezes, com a pintura desbotada. Nas mãos de servidores da autarquia e reeducandos da Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso (Funap), elas são recuperadas e ficam prontas para voltar às ruas de Brasília.

Apenas no primeiro semestre deste ano, foram instaladas 1.892 placas. Outras 1.309, amassadas ou caídas, recuperadas sem necessidade de remoção do local onde estão fixadas; e mais 710, recicladas.

Ao todo, mais de 3,9 mil placas de sinalização de trânsito foram recuperadas e instaladas nos primeiros seis meses do ano.

Produção de placas começou há sete anos

A produção de placas de sinalização de trânsito pelo Detran-DF teve início em 2010, quando foi consolidado o Núcleo de Sinalização Estatigráfica.

Em sete anos, mais de 27 mil placas e 12 mil postes
(hastes que fixam as placas de sinalização) foram reciclados.

Trinta e oito pessoas trabalham no setor, sendo 27 reeducandos da Funap. Entre eles, está um homem de 24 anos, que presta serviço há cerca de dois meses no Detran-DF. “Já é uma experiência em minha vida; posso sair daqui um profissional”, disse, ao acrescentar não tinha noções das técnicas do trabalho.

O serviço vai desde a produção de matéria-prima, por meio da reciclagem de peças ou recorte de novas, até a instalação em vias públicas.

As equipes são divididas de forma que os reeducandos aprendam um pouco de cada atividade — soldar, lixar e colocar os adesivos, por exemplo. A revitalização de sinalização horizontal, como pintura de quebra-molas, também é, por vezes, feita.

O contrato firmado entre a Funap concede aos apenados remição de pena — para cada três dias trabalhados, um dia condenação é abreviado — e remuneração por meio da bolsa-ressocialização.

Fonte: Agência Brasília