Notícias

Cadastro de gestores para o Passe Livre Estudantil

Cadastro de gestores para o Passe Livre Estudantil

Como no cadastramento de alunos para a concessão do Passe Livre Estudantil, o processo para que gestores de instituições de ensino se inscrevam e validem os dados do local onde trabalham será permanente. Ou seja, mesmo quem não acessou o sistema até quarta-feira (31) ainda pode se registrar.

No entanto, segundo o diretor-geral do Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans), Léo Carlos Cruz, é preciso atenção, pois em breve a autarquia começará a cobrar a relação de frequência dos alunos para que haja a continuidade da concessão do benefício. Essa é uma das condições para a concessão do Passe Livre Estudantil, conforme previsto na Portaria nº 5, de 24 de fevereiro de 2016. “Quanto mais rápido for o processo, mais rapidamente atenderemos o que está previsto na legislação.”

O diretor-geral do DFTrans incentiva os alunos a participar do controle dos cadastros da instituição em que estudam. “O estudante pode procurar a escola e checar se ela já está com a inscrição validada, pois no fim é ele quem pode acabar sendo prejudicado”, alerta. A autarquia finaliza uma triagem para checar quais são as unidades que ainda não fizeram o processo. Àquelas que ainda não se cadastraram será solicitado que o façam o quanto antes.

Sistema de Cadastro de Instituições de Ensino será também a plataforma que os gestores cadastrados usarão para informar a frequência dos alunos aoDFTrans. Até essa quinta-feira (1°), 639 gestores haviam se inscrito. Como mais de um pode fazer o processo, o número não significa que a mesma quantidade de instituições está com a situação resolvida.

A lista de unidades que precisam acessar o sistema inclui, além das particulares, 7 escolas parque, 14 centros interescolares de línguas (CILs) e 109 colégios que oferecem a educação de jovens e adultos (EJA). Escolas públicas de ensino regular já constam da base de dados para o Passe Livre Estudantil e, portanto, não precisam validar o cadastro.

Como se cadastrar e validar os dados da instituição

 O processo é rápido. Com todos os documentos digitalizados, não dura mais que cinco minutos. É preciso acessar o site do DFTrans, clicar no banner do sistema, colocar o número do cadastro de pessoas físicas (CPF), escolher a instituição à qual pertence e preencher o formulário.

O gestor precisa preencher dados pessoais, como nome completo, data de nascimento e e-mail, além de salvar cópias de documentos da instituição, a exemplo de ato de reconhecimento e comprovantes de inscrição, de regularidade do cadastro nacional da pessoa jurídica (CNPJ) e de endereço. As informações serão validadas pelo DFTrans, que tem até dez dias úteis para a análise.

Quem precisar de auxílio pode contatar o DFTrans pelo e-mail:  suporte.scie@dftrans.df.gov.br

 

 

 

FONTE:site DFtrans